domingo, 5 de junho de 2011

A sombra das folhas

Chega
uma bruxinha sentada na vassoura
com um enorme chapéu de palha
deixando amostra apenas
o nariz e queixo
grandes
Ora
era uma mulherzinha de asas
toda
encolhida
numa
caixinha
Ora era uma FlOr
Uma borboleta gigante
sobre umas flores de caule longos
em meio a uma grama alta
que vezes era o elefante de Dalí,
noutras,
eram as f l o r e s denovo
sem tirar (d)os olhos
A baixo,
uma f l o r e s t a indecifrável de vegetação tRopicAl
e o mOvimEnto disso.
.

2 comentários:

Osmar Machado Jr. "Tolstói" disse...

Taí moça, belo exemplar de poema contemporâneo. Beijos.

Um Passarinho Azul disse...

Gostei mto!